Categorias

Cinema e literatura

5 filmes e séries sobre redes sociais para se assustar, mas não surtar

18/11/2020 - Taíla Quadros
#filmes #Netflix #redes sociais

 

Como trabalhadora desse meio digital, me deparo com muitos conceitos, muitas novidades e muitas coisas assustadoras também. O segredo é a gente acompanhar o que nos faz bem, deixar de lado conceitos e vibes que só trazem ansiedade, além de sempre checar a fonte do que a gente pesquisa ou recebe por aí.

 

Na sequência, indico uma série,filmes e documentários sobre o tema. Todos têm uma visão menos feliz das redes, mas é importante a gente se munir de informações para aproveitar a tecnologia da melhor forma possível para a nossa saúde mental e sem paranoias.

 

1. O Dilema das Redes

Faz a gente repensar o tempo que fica no celular...

 

“Especialistas em tecnologia e profissionais da área fazem um alerta: as redes sociais podem ter um impacto devastador sobre a democracia e a humanidade.”

 

Muito comentado nas últimas semanas, esse documentário traz profissionais de diferentes redes sociais falando sobre os rumos que as plataformas tomaram e os cuidados que deveríamos ter ao acessar e nos envolvermos tanto com feeds e curtidas. Tudo fica em torno da racionalidade e da moderação. Importante para ver e refletir, principalmente para as gerações que estão crescendo em meio a todos esses fenômenos.

 

 

2. Rede de Ódio

A falta que faz uma terapia, hein...

 

“Um jovem faz sucesso nas campanhas de ódio nas redes sociais, mas a crueldade virtual cobra seu preço no mundo real.”

 

Aqui a gente está na ficção e beira quase um episódio de Black Mirror de tanto que Tomasz (poloneses me expliquem esses nomes) articula para sair por cima e ser bem visto pela família e pela garota que ele quer impressionar.

 

Aqui a gente tem um cara com baixa autoestima querendo se provar e indo muito, mas muito além dos limites do aceitável e  ele começa a fazer tudo quando entende o poder que as redes sociais têm para descobrir sobre a vida das pessoas e se tornar exatamente quem elas querem que você seja. E nessa vibe a gente vai para a próxima dica.

 

 

3. Ingrid Goes West

Com uma amiga dessas...

 

“Em Ingrid Vai Para O Oeste (Aubrey Plaza), uma jovem que tem como seus principais ídolos as personalidades das redes sociais. Um dia ela decide abandonar tudo e se mudar para perto de Taylor Sloane (Elizabeth Olsen), sua ídola preferida com uma vida aparentemente perfeita, colocando em prática o plano de se tornar sua melhor amiga. Porém, o que parecia mais um comportamento de fã, se torna aos poucos preocupante e perigoso.”

 

Se Ingrid e Tomasz se conhecessem estaríamos em perigo por aí. A obsessão pela vida perfeita das celebridades é foco do filme que, apesar de se passar na Califórnia e ter uma fotografia toda good vibes, tem um foco bem assustador quando tentamos entender a mente da nossa protagonista. E, mais uma vez, os acontecimentos extrapolam o bom senso e a gente fica assim... Caraca, moleque.

 

Aqui a gente tem alguns atores bem conhecidos como Elizabeth Olsen (nossa Feiticeira Escarlate), Wyatt Russell (segunda temporada de Black Mirror tem ele lá), Aubrey Plaza e O'shea Jackson Jr (coitado do Dani Pinto, gente...).

 

4. Privacidade hackeada

Aqui a gente se assusta mesmo

 

“Entenda como a empresa de análise de dados Cambridge Analytica se tornou o símbolo do lado sombrio das redes sociais após a eleição presidencial de 2016 nos EUA.”

 

Você quer explosão de cabeça, @? Então pega esse documentário da Netflix. Vida real, sem glamour e nossos dados todos nas redes. E não só dados pessoais, aqui a gente fala de conversas, áudios, transações financeiras e tudo mais que você fizer fica aqui e pode ser usado para te apresentar o que você quer ver ou o que querem que você veja.

 

5. Black Mirror

Tô aqui cantando com a Ashley O

 

“Esta série antológica de ficção científica explora um futuro próximo onde a natureza humana e a tecnologia de ponta entram em um perigoso conflito.”

 

Já conhecida de muita gente, Black Mirror já nos apresentou 5 temporadas com episódios independentes um do outro. Cada um com um tema relacionado à tecnologia como a gente ainda não tinha imaginado. Aqui a gente extrapola, mas é sempre bom pensar até onde tudo isso pode chegar.

 

Alguns episódios são mais acolhedores, mas, de uma forma geral, a gente fica meio apreensivo com o que assiste. As histórias são muito boas para repensarmos algumas conexões e dependências da tecnologia de uma forma geral e sempre geram boas discussões.

 

 

Todas as dicas estão disponíveis na Netflix. Tem mais uma dica para completar essa lista? Comenta aí.

comentários
talvez você também goste
Publicidade
Facebook
Mais Lidos