Categorias

Resenhas

Como eu imagino você - Resenha

17/10/2017 - Taíla Quadros
#Editora Gutemberg #lançamento #livro #opinião #Pedro Guerra #resenh #romance

Mais um livro do Pedro Guerra chegando aí, gente!

 

E voltamos para Porto Tempestade, cidade fictícia onde acontece a história do livro Precisava de Você (resenha aqui), mas os personagens agora são outros. Helena, ou melhor, Lena, Lucas, seu melhor amigo, e Alex, o homem dos seus sonhos.

 

SINOPSE: Não consigo definir o formato do seu rosto, muito menos se aquele borrão embaixo é uma barba rala ou não. Percebo que o cabelo é volumoso e tento desenhar na minha mente as ondas que aqueles fios formam.

Uma doença rara diagnosticada na infância nunca impediu Helena de enxergar o mundo, e mesmo com todos os obstáculos, ela é uma jovem alegre, independente e muito sensível.

Mas é à noite que Lena sente seu coração se encher de dúvidas e agitação ao se “encontrar” com um misterioso rapaz que surge constantemente em seus sonhos. E, apesar de não enxergá-lo com nitidez, ela sabe exatamente como ele é.

Um dia, seus pais precisam fazer uma viagem e a jovem é obrigada a ficar sozinha em casa. Quer dizer… não totalmente sozinha. Sua mãe havia contratado um rapaz para cuidar do jardim.

E aquilo que parecia ser uma visita indesejada pode trazer uma enorme mudança em sua vida. Para sempre…

“Posso vê-lo mais do que a minha capacidade de enxergar permite. Consigo ver que ele é diferente.”

 

É tanta referência que a gente quer conhecer todas :)

 

O livro é um romance muito delicinha que eu li em um dia só, não ia aguentar esperar para saber o que ia acontecer com a Lena. Achei muito interessante a construção da personagem e como a gente fica todo o tempo tentando se colocar no lugar dela, imaginar todas as dificuldades que ela passa por conta da baixa visão. Achei o amigo dela, o Lucas, muito parceiro e o Alex não é só o cara dos sonhos da Lena como é dos nossos também. Imagina um cara que valoriza o que você é, quer o seu bem, se preocupa e te respeita. Parece o básico né, mas hoje é tão difícil conhecer pessoas que se importam de verdade com as outras que isso se torna motivo de encantamento.

 

O livro além de muito amorzinho e superação traz reflexões muito interessantes para todos, principalmente para a juventude (anciã falando), pois vejo o quanto é importante alguém falar de jovem para jovem sobe respeito, inclusão, relacionamentos. O Pedro consegue abordar os nossos conflitos de pós-adolescência, início da vida adulta, de uma forma leve e sensível e isso é muito bom. Sem falar nas reviravoltas do final que fizeram meu coraçãozinho saltitar aqui. Não espera tanta emoção assim e fiquei surpresa de uma forma muito positiva. :D

 

Para a gente se sentir ainda mais em casa, livro tem uma pegada bem atual, com citações a vários autores, séries e outros elementos da cultura pop e jovem. Como não amar um personagem que fala que Game of Thrones é a melhor série? Haha

 

Autor mais citado, como eu ainda não li nada dele?

 

Importante também a forma como ele aborda para mostrar para as meninas que ninguém pode tocar nelas sem o seu consentimento e para os meninos a importância do respeito à vontade da mulher. “Ah, mas toda mulher gosta de carinho”. Das pessoas que ela gosta, bb. Não de um estranho aleatório que está passando.  :)

 

Respeita as mina ;)

 

Por tudo isso e muito mais que recomendo a leitura do novo livro do Pedro, Como eu imagino você. Você já leu? Comenta o que você achou.

 

Como eu imagino você - Pedro Guerra - 192 páginas - Editora Gutemberg
 

Quer ficar por dentro de todas as resenhas do Prateleira? Clica aqui e te cadastra. 

comentários
talvez você também goste
Publicidade
Facebook
Mais Lidos