Categorias

Resenhas

Diário de uma Paixão - Resenha

17/07/2018 - Taíla Quadros
#Editora Novo Conceito #Nicholas Sparks #opinião #resenha #romance

SINOPSE: A história começa no início de outubro de 1946 quando dois jovens, Noah Calhoun e Allison Nelson, se conhecem e se apaixonam perdidamente. Tudo parece perfeito, quando a família de Allie a impede de continuar a vê-lo devido a enorme diferença de classe social entre os jovens. Allie e Noah, lutam para levar uma vida normal, mesmo estando distantes. Até que um artigo de jornal muda tudo e reacende um amor há 14 anos adormecido.

 

Hoje vou falar sobre um livro sobre o qual já fiz vídeos, já vi o filme inúmeras vezes e chorei em todas. Ah, chorei lendo o livro também. O Diário de uma Paixão foi o primeiro livro do autor Nicholas Sparks que eu li e foi onde tudo começou para mim. Eu assisti primeiro ao filme por indicação de uma amiga, nem sabia que era baseado em um livro, não li a sinopse nem nada, fui na total confiança e não me arrependi. Chorei copiosamente desde os 5 primeiros minutos do filme quando entendi do que se tratava até o final, chorei assistindo aos extras do DVD e chorei de novo todas as vezes que assisti. Um tempo depois, passando em frente a uma livraria vi o livro e acabei ganhando de presente mais tarde.

 

Fiquei muito feliz por, mais uma vez, gostar mais do livro do que do filme, mas vou te dizer que como a adaptação me conquistou tanto não tenho como reclamar. Para quem não conhece, o livro trata daquela velha história do amor de verão entre dois jovens de classes sociais diferentes, Allie e Noah, que tem os pais contra o relacionamento. O livro mostra todos os encontros e desencontros dessa paixão e vai muito além do felizes para sempre e foi aí que ele me ganhou.

 

O autor mostra o que acontece com o casal muitos anos depois da paixão juvenil e como um amor pode permanecer vivo, apesar das dificuldades da vida, não falando de coisas novelescas como alguém tentando separar o casal protagonista e, sim, da própria vida que nos apresenta situações contras as quais não temos muito o que fazer a não ser enfrentar ou fugir e, em um mundo onde é cada vez mais fácil fugir e deixar o outro para trás, ter um amor que não te abandona sob nenhuma circunstância nos dá a esperança que pode ser possível sim, viver algo verdadeiro.

 

Indico para todos os românticos de plantão, tanto o livro quanto o filme que, apesar das pequenas diferenças, são muito emocionantes.

 

Vídeos onde cito o livro:

Meus romances preferidos

Meus crushes literários

 

Diário de uma Paixão - Nicholas Sparks - 240 páginas - Editora Novo Conceito

Quer ficar por dentro de todas as resenhas do Prateleira? Clica aqui e se cadastra. 

comentários
talvez você também goste
Publicidade
Facebook
Mais Lidos