Categorias

Resenhas

O Jardim do Diabo - Resenha

17/04/2018 - Taíla Quadros
#Editora Objetiva #livro #Luis Fernando Verissimo #opinião #resenha

Fazia tempo que não lia nada do Verissimo, autor que me acompanhou em boa parte da minha adolescência. Pois bem, em um dos eventos de troca de livros do SESC Caxias do Sul me reencontrei com o autor de humor inteligente e enredos mirabolantes. Esse livro não poderia ser diferente, o escritor nos apresenta um outro escritos, porém esse de obras de gosto duvidoso que vive solitário tendo a visita apenas de sua empregada e da faxineira. Fora isso, seu irmão vem trazer dinheiro uma vez por mês. Para quebrar essa rotina, o escritor recebe à sua casa o inspetor Macieira que lhe conta sobre um caso muito parecido com o de um livro seu. A partir daí, começa a maluquice.

 

SINOPSE: Primeiro romance escrito por Luis Fernando Veríssimo, 'O Jardim do Diabo' foi publicado em 1988 e é obra cultuada por seus leitores. Inteiramente revisto pelo autor, este thriller bem-humorado e inteligente volta em nova edição, atendendo à expectativa dos seus muitos fãs. Uma mulher é encontrada esfaqueada em seu quarto - na parede, escritas com sangue da vítima, palavras em grego. É isso que o inspetor Macieira conta a Estevão, um escritor de histórias policiais, sempre assinadas com um pseudônimo americano. O inspetor Macieira vai atrás de Estevão por um detalhe - a cena do crime e exatamente igual à descrita por ele em seu último romance. O assassinato, no entanto, ocorreu antes de o livro ser lançado. A partir dessa visita, os dias monótonos de Estevão começam a ser invadidos por seus personagens. Vida e ficção passam então a disputar um jogo fascinante de que o leitor é a grande testemunha.

 

A história traz trechos do livro que Estevão está escrevendo no momento com lembranças de seu passado e as aparições do inspetor. Com o passar da leitura vamos entendendo as ligações entre todas essas sequências e ficando cada vez mais curiosos com o que vai acontecer. As revelações são bem interessantes, à medida que vamos conhecendo o passado de Estevão (pensem no nome do escritor, no fato de ele não ter um pé e de escrever uma enxurrada de livros, lembra algo?) e entendendo porque ele está em tal situação.

 

Como em todo bom romance policial, ficamos tentando desvendar o que está acontecendo e somos surpreendidos até a última página. Dica de um livro leve, de humor diferenciado e ainda com mistérios a serem desvendados.

 

O Jardim do Diabo - Luis Fernando Verissimo - 180 páginas - Editora Objetiva

Quer ficar por dentro de todas as resenhas do Prateleira? Clica aqui e se cadastra. 

comentários
talvez você também goste
Publicidade
Facebook
Mais Lidos