Categorias

Resenhas

Resenha sobre o livro A sutil arte de ligar o f*da-se

27/04/2020 - Taíla Quadros
#A sutil arte de ligar o f*da-se #Editora Intrinseca #livro #resenha

Sobre a obra:

Sinopse:

 

Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço.

 

Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva — sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. É um pecado social se deixar abater quando as coisas não vão bem. Ninguém pode fracassar simplesmente, sem aprender nada com isso. Não dá mais. É insuportável. E é aí que entra a revolucionária e sutil arte de ligar o foda-se.

 

Mark Manson usa toda a sua sagacidade de escritor e seu olhar crítico para propor um novo caminho rumo a uma vida melhor, mais coerente com a realidade e consciente dos nossos limites. E ele faz isso da melhor maneira. Como um verdadeiro amigo, Mark se senta ao seu lado e diz, olhando nos seus olhos: você não é tão especial. Ele conta umas piadas aqui, dá uns exemplos inusitados ali, joga umas verdades na sua cara e pronto, você já se sente muito mais alerta e capaz de enfrentar esse mundo cão.

 

Para os céticos e os descrentes, mas também para os amantes do gênero, enfim uma abordagem franca e inteligente que vai ajudar você a descobrir o que é realmente importante na sua vida, e f*da-se o resto. Livre-se agora da felicidade maquiada e superficial e abrace esta arte verdadeiramente transformadora.

 

Minhas impressões:

 

Não levar a vida tão a sério. Está aí uma coisa que tenho que me desconstruir muito para conseguir fazer. Sou aquela pessoa que se cobra de mais, se cobra em tudo, faz listas, se exige, se sobrecarrega até a exaustão. Literalmente, só paro quando o corpo manda, grita, pois já cansou de pedir e manda, manda sinais, manda dores, manda doenças sem a menor causa aparente. Mas lá dentro eu sei daonde tudo isso vem, cobranças sem fim, inclusive sobre muitas coisas sobre as quais eu não tenho nenhum controle.

 

E, de que adianta, se preocupar desse jeito? Encher a cabeça de caraminholas que não vão resolver nada e nada do que você antecipar vai acontecer daquele jeitinho que você imaginou. Vide pelo nosso ano de 2020, né, pessoal? E agora fica a pergunta, o que fazer?

 

Mark Manson, autor de A sutil arte de ligar o f*da-se, tenta nos passar algumas dicas para levar a vida sem surtar tanto pelas coisas pequenas. Aquelas dicas que sempre tentamos absorver, mas até para isso nos cobramos e isso vira um ciclo sem fim (redundante, porém está no Rei Leão).

 

O autor nos passa algumas das suas teorias sobre diferentes aspectos da vida e, ao contrário do que pode sugerir o título do livro, A sutil arte de ligar o f*da-se não é sobre você ser um desgraçado com todo mundo que te rodeia. Isso muita gente já faz sem precisar de livro para aprender, inclusive. É sobre encarar as situações de forma realista, se idealizações, utopias ou promessas que você nunca vai conseguir cumprir.

 

“O caminho da felicidade é cheio de obstáculos e humilhações.”

 

A obra é dividida em nove capítulos. Alguns títulos que merecem destaque: A felicidade é um problema, Você não é especial, Fracassar é seguir em frente e, o que levei para a minha vida, Escolha as suas batalhas. Sim meus amigos, não há guerreiro que consiga dar o melhor do sim em todas as lutas. Escolha sobre o que vale a pena o seu desgaste, esforço e dedicação. Vizinho que grita o dia inteiro? Colega de trabalho que não gosta de você? Aqueles babacas que não respeitam o seu carrinho de fudid* no trânsito? Ou se dar bem com quem você ama? Quebrar a cabeça para fazer dar certo seus projetos de vida? E ajudar seus filhos nos trabalhos de escola que não fazem o menor sentido? Pode ser que nenhuma dessas situações seja fácil, mas o que realmente importa é onde você vai projetar a sua energia. Refletir sobre o que realmente vale o seu esforço e a sua atenção. Esse particularmente tem sido o meu mantra.

 

A sutil arte de ligar o f*da-se é um livro daqueles que nasceu para ser best-seller: curtinho, linguagem facinha, texto leve e divertido, dizendo que não é autoajuda, para o pessoal não ter vergonha de ler em público, mas é sim. E tá tudo bem buscar conteúdos para te ajudar a levar a vida melhor, ainda mais se der para fazer isso dando algumas risadas das verdades amargas da vida que assolam a todos nós.

 

“Às vezes a vida é uma droga mesmo, e a atitude mais saudável é admitir isso.”

 

Você já leu? Me conta nos comentários o que achou.

 

Sobre o autor:

 

Mark Manson não tem meandros ou meias palavras. Com um estilo honesto, divertido e incrivelmente perspicaz, ele se tornou popular escrevendo em seu blog o que as pessoas realmente precisam ouvir, pois só isso funciona para nos fazer evoluir pessoal e profissionalmente. Mora em Nova York.

 

A sutil arte de ligar o f*da-se - Mark Manson – 168 páginas – Editora Intrínseca

Quer ficar por dentro de todas as resenhas do Prateleira? Clica aqui e se cadastra. 

comentários
talvez você também goste
Publicidade
Facebook
Mais Lidos