Categorias

Resenhas

Resenha sobre o livro Heresia

08/07/2021 - Taíla Quadros
#Giordano Bruno #Heresia #livro #resenha #S. J. Parris #suspense

Você já leu um suspense histórico? Leia a resenha de Heresia e mate essa curiosidade.

 

Sinopse:

Inglaterra, 1583: o país enfrenta um período conturbado, marcado por conspirações para derrubar a rainha Elizabeth, que é protestante. Muitos de seus súditos estão insatisfeitos com o governo e anseiam pelo retorno do país à religião católica.   Em meio a esse clima de conflitos religiosos, o monge italiano Giordano Bruno chega a Londres, tentando escapar da Inquisição, que o acusou de heresia por sua crença num Universo heliocêntrico. O filósofo, cientista e estudioso de magia logo é recrutado pelo chefe do serviço de espionagem real e enviado a Oxford.

 

Oficialmente, ele vai participar de um debate sobre as teorias de Copérnico, mas, em sigilo, deve se infiltrar na rede clandestina dos católicos e descobrir o que puder sobre um complô para derrubar a rainha. No entanto, quando um dos membros mais antigos de Oxford é brutalmente assassinado, a missão secreta do filósofo é desviada de seu curso.   Enquanto ele tenta desvendar o crime, outro homem é morto e Giordano Bruno se vê envolvido numa sinistra perseguição. Alguém parece estar determinado a executar uma sofisticada vingança em nome da religião. Mas, afinal, de qual religião? 

 

À procura de pistas, o monge percorre os labirintos da biblioteca de Oxford e visita tabernas infames e livrarias misteriosas fora dos muros da universidade, chegando a lugares que ele nunca soube que existiam e fazendo descobertas que poderiam ameaçar a estabilidade da Inglaterra.   Envolvido em uma rede de intrigas e traição, ele percebe que às vezes nem mesmo os mais sábios conseguem discernir a verdade da heresia. Alguns, no entanto, estão dispostos a matar para defender suas crenças.  

 

Baseado em fatos reais da vida de Giordano Bruno, Heresia exigiu uma pesquisa minuciosa da autora, que investigou a fundo a trajetória do monge e o contexto político e religioso da época em que ele viveu. O resultado é um suspense histórico repleto de reviravoltas surpreendentes.  

 

**** Uma mente livre e moderna presa em um mundo medieval e perigoso. Assim é Giordano Bruno, um monge italiano exilado e excomungado cuja paixão pelo saber o levou a ser acusado de heresia. Perseguido pela Inquisição, ele deixa Nápoles e segue para o norte, vivendo em precárias condições. Vários anos se passam até que ele construa uma boa reputação como filósofo na corte francesa e se torne confidente de reis e nobres.

 

Em plena Reforma Protestante, ele chega a Londres, onde há temores de conspirações papistas e os suspeitos de traição são torturados e mortos. Sir Francis Walsingham, ministro de Estado da rainha Elizabeth, pede a Bruno que aproveite uma visita a Oxford para tentar descobrir quem são os rebeldes católicos. Mas o que o monge quer, na verdade, é encontrar uma obra proibida: o 15o livro de Hermes Trimegisto, um sumo sacerdote do antigo Egito que alegava ter compreendido a mente divina.

 

O manuscrito supostamente revelaria segredos poderosos a ponto de levar a Igreja Católica à ruína. No entanto, uma série de assassinatos cruéis, combinados a intrigas políticas e religiosas, leva Bruno a enveredar por uma realidade dominada por conspirações ardilosas em que ninguém é o que parece ser. Num mundo em que a verdade de um homem é heresia para outro, ele tem que enxergar além do óbvio se quiser deter o assassino antes que este conclua seu projeto macabro.

 

O livro Heresia:

É romance policial que você quer? Então, toma. Bom não é tão policial assim. Na verdade, o livro não tem policial não, mas Giordano Bruno, ex-monge, filósofo, cientista e estudioso. Uma espécie de Sherlock Holmes da Idade Média. Então solte a imaginação e entre nessa história que vale muito a pena.

 

  • Personagens

Em Heresia, autora nos traz um pouco do contexto e da história de alguns dos personagens além de Bruno. Temos outros conflitos acontecendo e isso aumenta ainda mais as dúvidas que temos em torno do tema principal da obra.

 

Sophia, é uma das personagens que me deixou bem intrigada ao longo da leitura e queria logo saber o que ele tinha a esconder. Gente, isso não é      um spoiler, se o livro é um suspense é obvio que todo mundo tem algo a esconder, né. Em alguns momentos a motivação dela me pareceu boba e depois fui percebendo que ali também tinha mais história para acontecer.

 

  • Enredo

O incrível desse livro é que ele é baseado em alguns acontecimentos reais da vida de Giordano Bruno e traz várias referências ao contexto  histórico da época. Podemos dizer realmente que essa história tem muitas dentro dela mesma e traz diferentes vivências de Bruno, desde o porquê da sua saída do monastério e o caminho que percorreu até chegarmos no mistério propriamente dito.

 

Esse tipo de livro que contextualiza bem antes do acontecimento principal pode ser considerado cansativo para alguns leitores, mas eu sou do tipo de pessoa que gosta do backstage, de saber os pormenores, o antes e o depois. Quando mais informação, melhor.

Vale a pena seguir na leitura e esperar pela ação, pois ela realmente acontece e fiquei presa na leitura de vez quando a coisa engrenou.

 

  • Desfecho

Não vou contar o final, obviamente, mas é interessante acompanhar todas as descobertas do nosso detetive e só digo uma coisa, você vai se surpreender. E não é só sobre desvendar o mistério principal, temos muitas camadas para entender e as implicações de diferentes acontecimentos na obra, com direito a cenas bem fortes e chocantes. Sabe quando você termina uma leitura e precisa de um tempo para voltar à realidade e absorver as últimas informações? Pois bem, foi isso o que eu senti lendo Heresia.

 

Sobre o autor:

S.J. Parris é o pseudônimo de Stephanie Merritt. Nascida em 1974, ela trabalhou como crítica e articulista em diversos jornais e revistas, bem como no rádio e na televisão. Atualmente, escreve para The Observer e The Guardian e vive no sul da Inglaterra com o filho.

 

* O meu exemplar foi uma troca que fiz por outro livro na biblioteca do SESC em Caxias do Sul.

 

Heresia - S. J. Parris - 368 páginas - Editora Arqueiro

comentários
talvez você também goste
Publicidade
Facebook
Mais Lidos