Categorias

Resenhas

Resenha sobre o livro Quase Pronta

08/09/2020 - Taíla Quadros
#adolescente #comédia #livro #meg cabot #quase pronta #resenha

Sinopse:

 

O mundo inteiro já sabe que Samantha Madison é a menina que salvou a vida do presidente dos Estados Unidos, tanto que ganhou o cargo de embaixadora teen dos EUA nas Nações Unidas. Um ano após o incidente que, sem querer, a lançou para a fama, o namoro com David está firme e forte e Sam continua a fazer suas aulas de desenho.

 

De repente, o namorado a convida para passar o fim de semana de Ação de Graças em Camp David, em companhia da família do presidente com direito a uma partida de ludo - e quem sabe até a algo mais. Afinal, eles já estão prontos para esse tipo de intimidade...

 

É claro que Sam vai surtar: será que ela já está pronta? E será que a garota que o país todo conhece realmente corresponde à pessoa que ela é? Samantha não aguenta mais ser chamada de “a garota ruiva que salvou a vida do presidente”, está totalmente sem paciência para as intermináveis sessões das Nações Unidas e acaba descobrindo que não concorda com as opiniões do governante sobre família, mora e, sim, sexo. Pena que ela tinha que confessar isso ao vivo, na MTV, em rede nacional!

 

Agora, Sam precisa descobrir quem ela realmente é, e se ela está pronta para dizer ao mundo o que pensa de verdade. Mas, se tratando dessa garota americana, é claro que tudo vai ser muito mais complicado do que parece.

 

Resenha:

 

É livro de conflitos de adolescente que você quer, @? Então, toma.

 

Para começar a resenha já aviso que li o livro 2 antes do 1 o que me deixou um pouco por fora dos acontecimentos. Eu ganhei esse livro então não sabia que era uma sequência até começar a ler. Então, para você que leu o livro inicial dessa série que descobri ser A Garota Americana, me desculpe se perder algo muito essencial para entender esse.

 

No início da obra, somos situados do que aconteceu no livro anterior. A personagem principal Samantha Madison, salvou a vida do presidente dos Estados Unidos, como eu não sei, quem leu o primeiro livro, se manifeste, por favor. O que sabemos é que ela namora com o filho do presidente, David, e que ela se tornou Embaixadora teen dos EUA após o seu feito, que trouxe os holofotes para a sua vida.

 

Só que, como toda adolescente, Sam tem suas dúvidas e inseguranças típicas, o que em muitos trechos da obra gera situações constrangedoras para ela e cômicas para nós. A principal questão dessa obra é sobre sexo, como e quando deve ser a sua primeira vez. E o principal, será que ela está pronta?

 

A história gira em torno dessa dúvida, pois David a convidou para passarem um feriado juntos e ela não entende muito bem o que isso significa. Jovens, opinião da tia Tata aqui: nada que um bom diálogo não resolva. Conversem claramente sobre o que vocês desejam e sobre o que estão sentindo. Passei o livro inteiro agoniada pela Sam e querendo dar uns petelecos na cabeça dela até ela entender o que estava acontecendo. O namorado dela estava completamente alheio e perdido ao que estava se passando com ela e eu fiquei tipo: conversem, peloamordedeus!!!

 

E sobre assuntos importantes da sua vida, conversem também com quem vocês confiam, com quem te apoia e vai te ajudar a encontrar a decisão que for melhor para você. O livro é bem engraçado e mostra realmente o que acontece quando a gente sem experiência nenhuma quer fazer tudo sozinha e acaba se enrolando toda. A obra rende algumas risadas e, provavelmente, quem está no tempo de colégio vai se identificar bastante com as situações que a protagonista passa.

 

Outro ponto interessante para destacar da obra é o fato de Sam tem uma posição pública e ser exigido dela, principalmente por parte dos adultos, uma postura totalmente sóbria e contida, o que é bem difícil de ser natural e confortável para um adolescente e tudo desmorona quando ela se atrapalha e é bem sincera em um debate sobre sexo. A impressão que os seus pais e sogros ficam dela é bem equivocada e exagerada, como todo bom adulto sabe fazer.

 

Nesse ponto a gente entende também porque as conversas acabam ficando de lado, pois muitas vezes os próprios pais e responsáveis não estão preparados para ter esse diálogo aberto e em situações onde a figura da mulher é pública, as exigências são ainda maiores. Coisas que não são tão cobradas dos homens e do próprio namorado de Sam na obra. Mas né, pontos a serem observados na vida das mulheres em geral e que Sam dá seu jeito no fim de tudo de resolver e com direito a muitas risadas em uma leitura leve e descontraída.

 

 

Sobre a autora:

 

Meggin Patricia Cabot, mais conhecida como Meg Cabot, ou pelo pseudônimo Jenny Carroll, é uma escritora estadunidense com mais de 70 livros. Nascida no dia 1º de Fevereiro de 1967, Meg ficou mundialmente famosa após a publicação do Diário de uma Princesa. Formada em Artes na Universidade de Indiana e fã de Clarice Lispector, de Jane Austen e de Judy Blume, a autora conseguiu abrir mão da sua carreia de ilustração para ceder a sua verdadeira paixão, a composição literária.

 

Fonte: Estante Virtual

 

Saiba mais sobre a autora no site oficial.

 

Quase pronta - Meg Cabot - 286 páginas - Editora Galera Record

Clique aqui para comprar esse livro.

 

Quer ficar por dentro de todas as resenhas do Prateleira? Clica aqui e te cadastra. 

comentários
talvez você também goste
Publicidade
Facebook
Mais Lidos