Categorias

Crônicas

Aquela princesa

16/07/2015 - Taíla Quadros
#amor #clipe #crônica #música #pensamentos #Phillip Phillips #princesa #raging fire #texto de quinta #texto próprio

Eu não nasci para ser a princesa a ser salva. Eu nasci para caminhar ao seu lado. Para libertar povos, conhecer novos lugares, viver uma aventura a cada dia, a cada acordar pela manhã.

 

Não se sinta menor por eu ser do seu tamanho mesmo sendo pequena. Somo iguais e isso não te diminui como os outros dizem por aí. Mas você ainda pode matar os ratos e baratas que aparecerem em nosso caminho. Serei gentil em permitir que você seja o meu super-herói nessas horas. Vou querer subir em seu colo, voar com você para todos os lugares onde você quiser me levar. É claro que vou deixar você conduzir a dança e o carro. Mesmo eu sabendo fazer tudo isso.

 

Ser o meu herói, o meu companheiro não exige grandes feitos, matar dragões ou realizar os doze trabalhos de Hércules. Às vezes sim, vou precisar que você me ajude a sair de alguma caverna escura onde me meti sem querer, mas a nossa jornada será muito melhor juntos. Esse é o meu herói. O cara que vai comigo, me dá a mão e acredita que eu também sou capaz. Que não me vê como frágil ou menor, inferior. Cada um fazendo a sua parte. Cada um usando as suas habilidades ou quem sabe super-poderes, para fazer cada momento mais especial e às vezes esse super-poder é apenas o seu olhar no meu, a sua mão segurando a minha, a sua respiração bem pertinho de mim.

 

Às vezes acreditamos ter que fazer grandes esforços para as coisas funcionarem, nos preocupamos tanto que nem percebemos que a felicidade é fácil, ela chega e nós temos apenas que aproveitar, viver como nós realmente somos, falar o que queremos, pois fomos assim que chegamos perto um do outro, pelas nossas afinidades, pelas nossas besteiras e pelas nossas qualidades.

 

Sabemos que não somos perfeitos, mas isso é um mero detalhe. Ninguém é. Ninguém nunca vai caber na forma que inventamos ser a ideal para estar ao nosso lado, deitar na nossa cama. Mas e qual é a graça de mudar alguém e torná-lo o nosso novo eu? Eu já vivo comigo mesma, sei como eu sou e o que desejo. Eu quero agora é viver com outro alguém, alguém diferente, com novas ideias, novos desejos e novos pensamentos.

 

Vem viver essa aventura comigo?

comentários
talvez você também goste
Publicidade
Facebook
Mais Lidos