Categorias

Crônicas

Eu não quero um romance de novela

29/09/2016 - Taíla Quadros
#amor #crônica #pensamentos #relacionamentos #texto da semana #texto de quinta #texto próprio

Não queira viver um romance de filme, muito menos de novela. Eles acabam, duram muito menos do que você gostaria. Viva um amor de verdade. Busque a sua alma gêmea na sua vida real, no seu mundo e não, na fantasia. Não perca tempo com enrolações e ilusões de quem nem sabe o que quer de si mesmo, quem dirá de um relacionamento ou de um amor para a vida toda.

 

Deixe de postar fotos de todos os seus momentos. Deixe disso e passe a aproveitar a vida. A diversão deve ser tanta que você vai chegar a esquecer de provar ao mundo o quanto você é feliz seguindo essa ou aquela moda. Mostrando para todo mundo o quanto é bom amar e o quanto vocês precisam da aprovação dos outros.

 

Às vezes você acha que todo aquele agrado é para você, são provas de um imenso amor, sem vergonha nenhuma de mostrar o quanto esse sentimento é especial. Muitas vezes você só está fazendo parte de um jogo, de uma satisfação de vaidades, de uma competição de egos e likes. Onde no fim, ninguém sai ganhando, pois afinal, qual é o prêmio mesmo?

 

Quando a gente percebe o valor real do que perdeu é que entende que a vitrine não valia de nada, que a aprovação dos outros é um simples acessório na sua vida e que o que importa mesmo é o que você sente quando ninguém está vendo, quando ninguém está curtindo ou comentando, é o que está invisível no seu coração. Porque alma a gente não mostra assim de verdade verdadeira para todo mundo.

 

O amor de verdade não dá ibope, ele se manifestas nas dificuldades, nas doenças, na tristeza e na falta de dinheiro. É quando você se descabela por algo que não á certo e precisa trocar uma ideia com alguém, é naquele dia que aquela cólica maldita veio te azucrinar, junto com todo o combo da TPM que te deixa por um fio, é na compreensão das falhas do dia a dia, do ser humano, do ser que ama, mas não é perfeito. Daquele que sabe que sempre que precisar de qualquer coisa, desde um ouvido até uma alma para um abraço, vai ter. Porque é assim que são os amores de verdade, para o que der e vier. Independente do que vier.

 

Quer ficar por dentro de todos os textos do Prateleira? Clique aqui e se cadastre. 

comentários
talvez você também goste
Publicidade
Facebook
Mais Lidos