Categorias

Resenhas

Resenha sobre o livro Veronika decide morrer

14/07/2020 - Taíla Quadros
#livro #Paulo Coelho #resenha #Veronika decide morrer

Sobre a obra:

 

Sinopse:

 

Neste romance extraordinário, Paulo Coelho narra, com sagacidade e sutileza a corajosa luta de uma jovem contra (e por) sua vida. Em uma história em que tudo parecia estar no caminho certo, o autor traça o destino de Veronika com infinito cuidado, tecendo o mistério de sua decisão de tirar a própria vida e cometer suicídio. No entanto, ela não morre: acorda num hospital psiquiátrico com a perspectiva médica de ter, no máximo, apenas mais uma semana de vida.

 

O que a protagonista passa a enfrentar, então, é um jogo de espera e um mundo estranho que a levam a reavaliar sua decisão. Nas palavras do próprio autor, a Veronika do livro é ele mesmo, internado por três vezes em hospitais psiquiátricos, de onde extraiu elementos para este relato contundente sobre aceitação e loucura.

 

Minhas impressões:


O que nos fazer perder a vontade de viver? Quando tudo passa a não ter mais cor e nada mais faz sentido?

 

Em Veronika decide morrer, Paulo Coelho nos apresenta uma história que, para quem vê de longe pode até parecer não ter muito sentido, mas para quem já vivenciou algo parecido, pode ser bem fácil de se identificar.

 

Veronika já decide por sua morte no início do livro. O que já nos prende desde o início da obra e nos deixa pensando “o que mais vai acontecer a partir disso?”. Pois bem, como já diz na sinopse do livro (então não é spoiler) é que a tentativa não dá certo e ela acorda em um hospital psiquiátrico. O que acontece então é uma jornada muito interessante da jovem em busca da morte, mas ao mesmo tempo temendo pela sua vida.

 

Durante a história, Veronika conhece diferentes personagens e suas histórias. Entender sobre outras experiências faz com que ela passe a enxergar a vida sob uma nova perspectiva. Descobrir que essa obra tem muito das experiências vividas por Paulo Coelho faz a gente pensar mais ainda, trazendo tudo para um plano muito real e que nos toca de uma forma ainda mais intensa.

 

Não vou adentar muito mais na história do livro senão vou acabar contando tudo por aqui, mas quero dizer que esta obra me marcou muito e me fez pensar em muitas coisas que já vi e já vi outras pessoas passarem.

 

Enxergar a beleza da vida nem sempre é uma tarefa fácil e nós nunca sabemos pelo que o outro está passando. Também não podemos nos culpar por não ter visto sinais ou coisas do tipo, pois cada um tem as suas lutas e nem sempre podemos estar 100% disponíveis e cuidando de todos os que estão ao nosso redor.

 

Devemos sim, ser sensíveis e empáticos a todos e, principalmente estarmos aqui para as pessoas dos nossos círculos, mas jamais pegue para si o fardo de outra pessoa ou se sinta responsável por não ter feito mais. Eu sei que a nossa tendência é pensarmos o que deveríamos ter feito diferente para ajudar, mas pense que sempre fizemos o que está em nosso alcance e nem sempre é tão fácil assim de perceber as dificuldades que os outros estão passando

 

 --------

 

A minha edição está desgastada, pois comprei em um sebo em uma feira do livro. Provavelmente a proprietária inicial da obra foi quem marcou data e cidade, Luziânia, 1999. Por onde esse livro deve ter passado para eu que moro em Caxias do Sul – RS ter encontrado essa obra em Porto Alegre – RS e que veio do estado de Goiás. Não é de se pensar, minha gente?

 

Adoro uma troca de livros e desde que comecei a ler Paulo Coelho, iniciei sem querer uma tradição, todos os livros que tenho dele são usados, seja de sebos onde encontrei por precinhos bem camaradas, seja de trocas ou de pessoas que me dão as obras depois de terem lido.

 

Você curte essa forma de trocas de livros? Tem algum livro com história para contar? Deixa aqui nos comentários.

 

* Se você precisa de ajuda ou sabe de alguém que está precisando, ligue 188 ou indique o site www.cvv.org.br. “O Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.”

 

 

Sobre o autor:

 

Nascido em 1947, no Rio de Janeiro, Paulo Coelho atuou como dramaturgo, jornalista e compositor, antes de se dedicar à literatura. É considerado um fenômeno literário, com sua obra publicada em mais de 170 países e traduzida para 80 idiomas. Juntos, seus livros já venderam 210 milhões de exemplares em todo o mundo.

 

Leia outras resenhas sobre livros do autor:

 

Tem vídeo também:

 

Veronika decide morrer - Paulo Coelho – 240 páginas - Editora Objetiva

Clique aqui para comprar esse livro.

 

Quer ficar por dentro de todas as resenhas do Prateleira? Clique aqui e se cadastre.

comentários
talvez você também goste
Publicidade
Facebook
Mais Lidos